É com S ou SS? - Ensinar a aprender Ortografia ou ensinar a decorar?


S ou SS? Isso me inquieta e me inflama!

Claro que não se trata da pergunta se a palavra é grafada com S ou SS, e sim o encaminhamento das atividades de aprendizagem da ortografia da nossa língua.

Certamente, você já se deparou com deveres de casa do tipo: "Escreva palavras com SS (ou outra letra qualquer)".  Assim, sem contextualização nenhuma.  Esse tipo de exercício mostra claramente o retrato da Educação no Rio de Janeiro, seja ela pública ou particular. E com ele quanto avançamos quase nada ou coisa alguma.

Práticas antigas, que nunca agregaram conhecimento algum à minha vida, a sua ou das nossas crianças ou jovens, nos povoam fortemente nos dias atuais. Se eu quero saber a grafia correta de um vocábulo, devo aprender sobre a existência, o uso e a empregabilidade de dicionários.

Sempre procurei ENSINAR a APRENDER em detrimento de ensinar a emburricar. Como o aluno busca a aprendizagem para o que necessita é o que sempre me interessou e é o que de fato importa.

Os cadernos dos meus alunos contêm informações sobre os assuntos que buscamos aprofundar. Constituem-se mais em uma agenda de compromissos organizados e assumidos, bem como anotações, que uma cópia infinita e sem sentido de conteúdos enfadonhos. Prefiro utilizar o tempo com os meus alunos praticando efetivamente os conteúdos das disciplinas.

Se desejo que aprendam a escrever, promovo práticas diárias de escrita, se o desejo for que aprendam conteúdos matemáticos, vivenciarão situações-problemas reais, de suas próprias vidas, pois matemática é vida. Observar, analisar, contar e registrar... E as dúvidas sobre grafia, e outras quaisquer, surgem e são sanadas de forma muito tranquila, pois deixam de ser problema; criado para afastar o aprendente do processo de aprendizagem da escrita; são situações reais de escrita viva, ou seja, para escrever necessito lançar mão da convenção, mas não preciso escrever 599 palavras com S, SS, G ou J. Escrevo cartas, bilhetes, poemas, histórias, produzo jornais, etc.

Escrevo na medida em que VERDADEIRAMENTE, necessito.

Pena que, ainda assim, há os que cobram: mas não tem conteúdo?

Comentários

Relato de Experiência - Diálogos em Arte-educação

Uma experiência no Museu Oi Futuro, RJ.