Ensino Especial - Caracterização e Propostas Pedagógicas


A Inclusão Escolar dos alunos com necessidades especiais de aprendizado vai muito além dos muros da escola na qual estão inseridos. Poucas não são as barreiras que esse alunado enfrenta em seus dia-a-dia, como preconceito dos vizinhos, dos colegas da própria classe, das outras classes, e também dos amigos mais próximos e mesmo familiares:
"-Eu fiquei quatro anos sem sair de casa com ele. Não ia a lugar nenhum, nem no portão de casa. Tinha vergonha" (mãe de criança de 7anos, com deficiência, em conversa com professor de Atendimento Educacional Especializado).

Vencer essas e outras barreiras é um processo que demanda tempo e muito investimento por parte daqueles que possuem uma melhor compreensão da importância da inserção das pessoas com alguma deficiência na participação social e cidadã. Informação me parece ser a chave para um bom começo de desatação dos nós. Desta forma, este blog carrega em si o desejo de contribuição para pessoas que lidam diretamente ou indiretamente com pessoas portadoras de deficiência física, intelectual ou social, prestando serviços de informação, orientação e proposição de propostas especificamente do campo pedagógico.

PARA MAIS INFORMAÇÕES, ACESSE OS LINKS ABAIXO:

Neles você encontrará Informações, Formação, Pesquisas, Troca de experiências, Ideias, discussões e debates sobre o contexto atual da Educação voltada para pessoas com necessidades especiais. 
Instituto Municipal Helena Antipoff (RJ) - http://ihainforma.wordpress.com/ 


Conversas ao Cair da Tarde III

O III encontro de 2012 do Projeto de Extensão "Conversas ao cair da tarde", acontecerá em 14 de junho, entre as 16 e as 18h, no Auditório 111, no 11º andar, na UERJ - Maracanã.
Bom lembrar que as pessoas que participarem do evento receberão certificado!

A experiência antropológica como forma de alfabetização

Uma experiência pessoal muito marcante  enquanto caçadora de conhecimentos relacionados à prática profissional foi a participação no curso de extensão da UFF (2009)  "Pintura e Escrita: confluências da verbalidade e do olhar nas classes de alfabetização", ministrado pelo Prof. Dr. Armando M. Barros.  (re)Aprendi a lançar um novo olhar acerca daquilo que já vinha praticando há tempo, mas não enxergava tão bem: alfabetizar a partir da experiência antropológica, ou seja, partindo da história de vida do sujeito aprendente, lançando mão de imagens pictóricas, fotografias, oralituras pessoais e coletivas...

Relato de Experiência - Diálogos em Arte-educação

Uma experiência no Museu Oi Futuro, RJ.