Inclusão Digital Escolar e Social e Alfabetização


Diversas são as atribuições e contribuições inerentes ao Atendimento Educacional Especializado, na modalidade Sala de Recursos. Com início neste ano de 2012, no espaço do AEE/Sala de Recursos de uma Escola Municipal localizada na cidade do Rio de Janeiro, é trabalhado um projeto integrado a outras atividades curriculares da Unidade Escolar que visa promover o desenvolvimento de habilidades e competências específicas por parte da sua clientela. É o projeto Inclusão Digital Escolar e Social - AEE/ Sala de Recursos”.

É pouco o impacto, do ponto de vista pedagógico, do uso das redes sociais nas escolas. Mas sabemos que fora da escola, ou até mesmo para manter contato com os amigos da escola, os alunos fazem uso das redes – Orkut, Facebook, MySpace, MSN –, mas elas ainda não são utilizadas para outros fins. (...)

Blogs são também ferramentas poderosas no desenvolvimento da escrita e cognição, além, claro, do pensamento crítico reflexivo e sintético.

A liberdade que caracteriza as redes sociais pode ser um empecilho se mal direcionada. A escola é como uma cidade com muros que a limitam. Já o Orkut, o Facebook ou o Twitter são o inverso disso. Representam praças públicas. E nelas encontramos todo tipo de elemento; alguns benignos, outros um tanto nocivos. Tudo isso complica uma intenção pedagógica, pois nem todos são aliados.

Mas é possível transformar toda essa laicidade em conteúdos significativos de aprendizado? Acreditamos que são inúmeras as possibilidades. O grande desafio é manter o mesmo gosto saboroso do lazer proporcionado pelas redes utilizadas tanto para puro entretenimento, como propulsionadora de aprendizados.

Afiar a conversa entre os amigos; estimular a troca de ideias; planejar as atividades do fim de semana; pesquisar e contatar autores de livros lidos ou favoritos; provocar reflexões, acerca de si mesmo, do outro e de situações diversas apresentadas; estimular defesas de ideias; proporcionar e desenvolver o acesso às multilinguagens do mundo multimidiático que o computador oferece (comunicação oral, escrita, fotografia, etc.); ler, escrever, contar e recontar histórias e causos são algumas propostas que pretendemos desenvolver. Se dará certo? Só saberemos se experimentarmos. E o compromisso com o belo, o ético e o estético será sempre defendido, preservado e exaltado.

Comentários